MPT de Umuarama ajuíza Ação Civil Pública contra empreiteiros e juiz interdita obra

04/02/2010 15:58

MPT de Umuarama ajuíza Ação Civil Pública contra empreiteiros e juiz interdita obra

O Ministério Público do Trabalho de Umuarama, recebeu denúncia que na cidade de Pérola/PR, havia 60 trabalhadores exercendo atividades na construção civil sem registro em carteira e sem as mínimas condições de trabalho.

O MPT abriu Procedimento Investigatório e solicitou ao Comitê Diretor de Incentivo a Formalidade de Umuarama, a verificação da veracidade da denúncia.

O sindicalista Marcos Beraldo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Umuarama e diretor da FETRACONSPAR, se deslocou com o diretor Vanteir Wagner Pedro até o município de Pérola, aplicou o Check-List do comitê, e contatou que os empreiteiros efetivamente não forneciam os EPI´s aos trabalhadores, nem tão pouco existia no local proteção coletiva contra os riscos de acidentes do trabalho.

Prova disso, foi a morte por acidente de um operário no início de dezembro/2009.

O MPT de posse do Check-List, ajuizou Ação Civil Pública e o Juiz da 1ª Vara do Trabalho de Umuarama determinou liminarmente a imediata paralisação das obras até que todas as irregularidades fossem sanadas.

Os trabalhadores neste intervalo de tempo, receberão seus salários como se trabalhando estivessem.

Nesta sexta-feira (05/02), o sindicalista Marcos Beraldo e seu diretor Vanteir, farão uma vistoria na obra para checar o que foi regularizado até o momento e conversará com os trabalhadores.

Confira integra da Ação Civil Pública

Confira integra da Liminar

https://www.ncst.org.br/news/rss.php?category=2&number=10

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!